Portal do Governo Brasileiro

Central de Mídia do Ministério da Educação

Instituto Federal Sul de Minas abre as portas para a comunidade

You must have the Adobe Flash Player installed to view this player.
1093
Criado em 20 de Novembro de 2015
Instituto Federal Sul de Minas abre as portas para a comunidade
Descrição

Os benefícios da prática de esportes são sempre lembrados, mas nem sempre as pessoas se sentem motivadas a se movimentar. 

Pensando em por seus estudantes para se mexerem, o Instituto Federal Sul de Minas, campus Muzambinho, aceitou a proposta de parceria no projeto Tatame do Bem.

E o que era para ser para os alunos passou a ser de toda a comunidade. Quem conta um pouco dessa história é uma das idealizadoras do projeto, a professora de Educação Física, Rafaela Silva Brício Rezende.

’’E aí a gente teve a ideia de montar  um projeto. Na verdade eu conversando com os alunos, falei nossa  seria uma boa ideia montar um projeto de Jiu Jitsu pros alunos internos. E o objetivo do projeto é o que? É formar cidadãos de bem. Porque lá a gente não ensina só as técnicas do jiu-jitsu.’’

E o projeto cresceu e as pessoas da comunidade aceitaram o convite de ir para dentro do Instituto e conhecer a mais antiga das artes marciais. Hoje, 56 adultos e 12 crianças, com idades entre 6 e 46 anos, estão aprendendo os movimentos e a filosofia do Jiu Jitsu, que significa: arte leve. 

Sergio Silva, de 46 anos é comerciante na cidade de Muzambinho. Foi através de seu filho, que está em um dos cursos do Instituto, que ele ficou sabendo do projeto Tatame do Bem.

’’ Achei muito interessante a proposta. A cidade é carente desse tipo de esporte, desse tipo de projeto, e achei muito interessante e entrei de cabeça nisso. ... é maravilhoso, só quem tá lá dentro mesmo pra saber a intensidade que é o nosso projeto."

Segundo o diretor geral do Instituto Federal Sul de Minas, campus Muzambinho, o professor Luiz Carlos Machado Rodrigues, mais de 2.800 pessoas são atendidas pelos projetos desenvolvidos em parceria com o Instituto.

’’Nós temos aumentado a nossa demanda porque nós atuamos em várias modalidades. Nós temos aí, no caso o projeto Tatame do Bem, mas nós temos canoagem, nós temos outros projetos de lutas, nós temos diversos projetos. Da cafeicultura, que é o projeto Somas, que nós atendemos produtores do Paraná, de São Paulo, do Espírito Santo. Então, todas essas pessoas passam a conhecer um trabalho que os nossos alunos desenvolvem e aí, esses alunos trabalhando com essas pessoas, eles passam a conhecer como é a formação desses alunos pelo campus. ’’ 

O Campus de Muzambinho foi integrado à rede de Institutos Federais há pouco mais de cinco anos, mas a sua fundação como Escola Agrotécnica Federal data de 1948. 

 

O áudio está disponível gratuitamente para utilização das rádios

20/11/2015 – Sonora: Josiane Canterle

Categoria: Boletim
Download: Veja todos os tamanhos disponíveis

Áudios

relacionados

Voltar ao topo

Categorias

Palavras

populares

© Ministério da Educação. Todos os direitos reservados | Desenvolvimento: DTI - MEC - Governo Federal