Portal do Governo Brasileiro

Central de Mídia do Ministério da Educação

Unir educação e trabalho é a proposta do MEC para a Educação de Jovens e Adultos no país

You must have the Adobe Flash Player installed to view this player.
1330
Criado em 25 de Abril de 2016
Unir educação e trabalho é a proposta do MEC para a Educação de Jovens e Adultos no país
Descrição

O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, anunciou que o MEC vem reunindo esforços para ampliar o acesso à educação de jovens e adultos ligada ao ensino técnico-profissional. A proposta de fortalecer o Pronatec-EJA foi apresentada durante a abertura da Conferência Internacional de Educação de Adultos (Confintea Brasil +6), nesta segunda-feira, 25, em Brasília. O evento que se estende até o dia 27 de abril irá discutir a elaboração, articulação e coordenação das políticas de educação de jovens e adultos em curso no país. Para o ministro Mercadante, unir educação e trabalho é uma das formas de consolidar a política EJA que ainda tem seus desafios, mesmo com o registro de avanços nos últimos anos. 

“Nós queremos, no entanto, trabalhar a ideia Pronatec e Educação de Jovens e Adultos. E não mais separar essas duas dimensões. A formação técnica profissional, a qualificação profissional, motiva esses trabalhadores a voltarem à escola. A voltarem a estudar. E eles podem concluir os anos iniciais, os anos finais do ensino médio junto com uma formação. Os Institutos Federais estão trabalhando nessa direção e o Sistema S, basicamente o SENAI também está trabalhando em novas matriculas para fazer o Pronatec-EJA.”

Em 1992, a escolaridade média da população brasileira era de cinco anos. Em 2014, passou para 7,7 anos, avanço que, segundo o ministro Mercadante, foi registrado nas duas últimas décadas. O ministro lembrou ainda dos avanços na alfabetização, assim como de programas do MEC que buscam a permanência da criança e do adolescente na escola. A ampliação dos institutos, o processo de interiorização das unidades de ensino, das universidades e a formação dos professores também foram questões pontuadas pelo ministro ao longo do evento.  Um grupo de trabalho foi criado no MEC para a discussão de incentivo à formação de docentes para a EJA.  

“Então, nós estamos com esse grupo de trabalho e nós esperamos concluir o mais breve possível para tentar deixar uma herança que oriente os cursos de licenciatura. E na definição da Base Nacional Comum Curricular (BNC) nós estamos repensando toda a estrutura curricular especialmente do ensino médio, que mobilize o jovem e tenha mais itinerários formativos que a gente possa, junto com isso, redefinir os cursos de licenciatura.”

A Confintea Brasil +6 é uma sequência do encontro realizado em 2009, no Pará, e reúne representantes de instituições e órgãos diretamente ligados à temática. Convocadas pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), as conferências de educação de jovens e adultos são espaços de debate que estimulam a criação de novas políticas para esse público e servem de preparação para reuniões globais, como a que será realizada no  Japão em 2022.

Acesse a programação no site http://confinteabrasilmais6.mec.gov.br/

O áudio está disponível gratuitamente para utilização das rádios.

25/04/2016 – Sonora: Karenina Moss

 

Categoria: Boletim
Download: Veja todos os tamanhos disponíveis

Áudios

relacionados

Voltar ao topo

Categorias

Palavras

populares

© Ministério da Educação. Todos os direitos reservados | Desenvolvimento: DTI - MEC - Governo Federal