Portal do Governo Brasileiro

Central de Mídia do Ministério da Educação

Ministro pede apoio de parlamentares para a agenda da educação

You must have the Adobe Flash Player installed to view this player.
751
Criado em 13 de Julho de 2016
Ministro pede apoio de parlamentares para a agenda da educação
Descrição

"O Brasil, para se transformar numa nação verdadeiramente evoluída, desenvolvida e com justiça social, ou promove uma modificação profunda na área da educação, ou a gente vai continuar patinando e enxergando os países desenvolvidos se distanciarem de nós. ’’

Com estas palavras, o ministro da Educação, Mendonça Filho, chamou a atenção de parlamentares para as prioridades da educação no país, durante o café da manhã da frente Parlamentar da Educação do Congresso Nacional. O evento aconteceu na manhã desta quarta-feira, 13, na Câmara dos Deputados, e contou com a presença de senadores, deputados, secretários do Ministério da Educação, reitores e representantes de entidades ligadas à educação. 

Em seu discurso, Mendonça Filho pediu a atenção dos parlamentares para temas como a formação de professores, o Plano Nacional de Educação (PNE), a reforma do ensino médio e a Base Nacional Comum Curricular (BNCC). 

"Nós temos o compromisso com a Base Nacional Comum Curricular, vamos construí-la, de forma técnica, responsável e atendendo a parâmetros internacionais pra que os alunos do Brasil não percam espaço com relação às principais nações do mundo em termos de aprendizado.Eu desejo contar com a colaboração do parlamento, do Congresso. É fundamental pra que a gente possa avançar nessa agenda. ’’

Além das prioridades defendidas pelo ministro, a participação de toda rede de ensino, privada e pública, na Olimpíada Brasileira de Matemática, a aprovação da PEC 395 – que permite que as universidades públicas cobrem por cursos de pós-graduação lato sensu, que são cursos de especialização, são defendidas pelo presidente da Frente Parlamentar da Educação, Alex Canziani. Para ele, também é importante que seja aprovada uma legislação que regulamente a criação de fundos patrimoniais para as universidades o que, de acordo com o deputado, contribuiria na melhora do ensino nas instituições. 

"Ora, as grandes universidades do mundo têm fundos patrimoniais que ex-alunos, pessoas que passaram por essas universidades, doam pra essa universidade em gratidão por aquilo que a universidade fez. E muitas vezes universidades pagas no exterior. Aqui nós temos uma quantidade significativa de universidades públicas, que os alunos não contribuem, e muitas vezes não contribuem por que não existe um mecanismo legal pra poder acontecer. ’’

A Frente Parlamentar da Educação é composta por 237 deputados e senadores que realizam amplos debates sobre a educação no país.

O áudio está disponível gratuitamente para utilização das rádios.

13/07/2016 – Sonora: Josiane Canterle

Categoria: Boletim
Download: Veja todos os tamanhos disponíveis

Áudios

relacionados

Voltar ao topo

Categorias

Palavras

populares

© Ministério da Educação. Todos os direitos reservados | Desenvolvimento: DTI - MEC - Governo Federal