Portal do Governo Brasileiro

Central de Mídia do Ministério da Educação

Universidade federal deve fazer seleção especial para ingresso de surdos ainda neste ano

You must have the Adobe Flash Player installed to view this player.
404
Criado em 26 de Setembro de 2016
Universidade federal deve fazer seleção especial para ingresso de surdos ainda neste ano
Descrição

O Dia Nacional do Surdo é celebrado nesta segunda-feira (26), e várias instituições de ensino superior têm adotado iniciativas para promover a inclusão de pessoas com surdez. A Universidade Federal de Pelotas (Ufpel), por exemplo, deve realizar, ainda neste ano, um processo seletivo específico para que alunos surdos ingressem na graduação. A diretora de Políticas de Educação Especial da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão (Secadi), do Ministério da Educação, Patrícia Raposo, destaca a importância de propostas que atendam às necessidades específicas de comunicação de surdos. 

“É importante um conhecimento, uma atuação, propostas e também ações propositivas, por parte da universidade, sobre essa questão da inclusão. A inclusão implica muito mais do que acesso. É o acesso à permanência com qualidade à participação dos alunos no ensino superior, em todas as possibilidades. Então, é o aluno que vai frequentar as atividades de extensão nas universidades, as pesquisas, frequentar o campus de modo geral, qualquer aluno.”

A comissão que organizou todo o processo seletivo para surdos na Ufpel analisou uma série de questões, entre elas, como realizar uma prova específica e simplificada na Língua Brasileira de Sinais (Libras). A sugestão está nas mãos do reitor da universidade para que seja encaminhada aos conselhos superiores. De acordo com a chefe do Núcleo de Acessibilidade e Inclusão da universidade, Miriam Bohrer, o vestibular específico vai permitir melhor avaliação do conhecimento do candidato.

“Temos algumas propostas, parecidas então com o processo seletivo de quilombolas e indígenas, que são direcionadas para o conhecimento deles acerca da cultura surda, para que eles possam expressar esse conhecimento em Libras para uma banca que vai avaliá-los em Libras, não só em Português. Então isso, com certeza, vai aferir melhor o conhecimento deles e vai fazer com eles tenham uma chance maior de ingresso na universidade. O português nesse processo seletivo será a segunda língua deles e não a primeira.”

A proposta da Universidade Federal de Pelotas é oferecer o vestibular para alunos com ensino médio que ainda não tenham ou não estejam na graduação. O processo seletivo está previsto para dezembro e deve selecionar candidatos ao curso superior de Educação Física, uma demanda da comunidade surda da cidade gaúcha.

Atualmente, a Ufpel tem quatro alunos surdos na graduação, dois no doutorado em Educação e três professores de Libras.

O áudio está disponível gratuitamente para utilização das rádios.

26/09/2016 – Sonora: Elaine Borges

Categoria: Boletim
Download: Veja todos os tamanhos disponíveis

Áudios

relacionados

Voltar ao topo

Categorias

Palavras

populares

© Ministério da Educação. Todos os direitos reservados | Desenvolvimento: DTI - MEC - Governo Federal