Portal do Governo Brasileiro

Central de Mídia do Ministério da Educação

MEC defende na Câmara MP do Ensino Médio para estimular aprendizado e reduzir desigualdades

You must have the Adobe Flash Player installed to view this player.
411
Criado em 04 de Outubro de 2016
MEC defende na Câmara MP do Ensino Médio para estimular aprendizado e reduzir desigualdades
Descrição

A reforma do ensino médio foi tema de audiência pública na Câmara dos Deputados nesta terça-feira (4). Após o Governo Federal editar medida provisória flexibilizando o currículo, no último mês, apoiando a implantação do ensino em tempo integral e incentivando a educação profissionalizante, o texto foi encaminhado ao Congresso Nacional que agora tem 120 dias para apreciar a matéria. 

A reforma proposta pelo MEC é embasada nos resultados de indicadores de qualidade da educação, como o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) que revela taxas ainda preocupantes de baixa aprendizagem e de evasão escolar. 

O projeto do governo quer tornar o ensino médio atraente, em conexão com as necessidades dos estudantes, como afirma a secretária executiva do Ministério da Educação, Maria Helena Guimarães Castro.

“Os alunos não concluem o ensino médio, as taxas de abandono são elevadas. A reforma vem com esse objetivo - por que o ensino médio brasileiro não funciona? Porque ele é o único ensino médio no mundo que tem um currículo único, igual para todos, engessado os três anos. Nenhum país no mundo tem um ensino médio como esse. E é com esse objetivo que nós propomos a reforma e a flexibilização a partir do segundo semestre do segundo ano, ou seja, na reta final.” 

Participaram da audiência pública, além de deputados federais, representantes da Confederação Nacional da Indústria, Câmara Técnica de Ensino da Federação Nacional das Escolas Particulares, Campanha Nacional pelo Direito à Educação, Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação e Conselho Nacional dos Secretários Estaduais de Educação.

De acordo com o diretor Institucional do Conselho dos Secretários, Antônio Neto, o debate da reforma do ensino médio vai incluir também a discussão que vai definir a Base Nacional Comum Curricular.

“O debate começou agora! E a juventude que quer uma escola pra ela vai criar necessariamente uma mudança paradigmática. Porque a escola feita para o aluno, ela é muito diferente da escola que nós temos hoje: a organização dos horários, a organização do currículo, a organização da gestão escolar, a sua relação com a comunidade, a sua gestão integrada. Ela é completamente diferente porque a juventude vai precisar ter uma escola diferente do que ela tem hoje.”

Está marcada para esta quarta-feira a abertura de uma comissão mista que será instalada pelo Congresso para debater a proposta do Novo Ensino Médio.

O áudio está disponível gratuitamente para utilização das rádios.

04/10/2016 – Sonora: Sandra Fontella

Categoria: Boletim
Download: Veja todos os tamanhos disponíveis

Áudios

relacionados

Voltar ao topo

Categorias

Palavras

populares

© Ministério da Educação. Todos os direitos reservados | Desenvolvimento: DTI - MEC - Governo Federal